quarta-feira, 17 de junho de 2015

#Ni Educa: Adoção ou Barriga de Aluguer

Oláá minhas lindas,
Trago-vos mais um tema forte para reflexão, desta vez relativo à maternidade. Foi mais um artigo que escrevi para o blog da minha turma. Espero que gostem e possam opinar acerca dele :)
Ni educa
Em caso de impossibilidade de ter filhos biológicos, o que vocês fariam?
Adoção que significa acolher uma criança, necessitada de carinho familiar, residente nos milhares de instituições. A família é livre de escolher: se mais velho ou mais novo; menino ou menina.

Acompanha essa criança e dá-se a conhecer de forma a criar alguma ligação.
Em Portugal é um processo demorado, a criança é autorizada a passar alguns fins-de-semana em casa da família e participar em passeios.

OU

Barriga de aluguer consiste na gestação por substituição. Requer a cooperação de três pessoas: mulher, homem (casal ou não) e mulher "exterior" à relação.

Através de inseminação in vitro ou artificial, o esperma do homem é inserido no óvulo da mulher "exterior". Desta forma, todos os sintomas, os procedimentos, exames médicos ficam a cargo dela. Os pais acompanham constantemente as evoluções e após o nascimento da criança, esta é-lhes entregue e efetua-se o pagamento monetário.

<O número de portugueses a recorrer a barrigas de aluguer tem vindo a aumentar, apesar de a lei portuguesa não permitir este tipo de contratos. Valores chegam aos 90 mil euros>

Pessoalmente, concordo com a adoção e será a medida que tomarei se, futuramente, algo menos bom acontecer.
Sou completamente contra a ideia de barriga de aluguer, porque tratar uma criança como se fosse uma mercadoria para mim é impensável.